sexta-feira, 20 de junho de 2014
                         
                                                  

Todos os dias "A" acorda em um corpo diferente; todos os dias tem que se adaptar a uma outra vida; todos os dias faz o que pode para não interferir na vida daquele cujo corpo habita. Esse é o protagonista que Levithan nos apresenta, A não tem um corpo fixo nem uma vida como a dos outros, cada manhã é uma nova aparência, gênero e situação.

Aos 16 anos, A acorda no corpo de um garoto chamado Justin e logo tem que se adaptar ao seu modo de viver. Ao conhecer sua namorada, logo percebe que esta não recebe seu devido valor, Rhiannon é mais um objeto do que alguém com quem compartilhar emoções e sentimentos. 
Diante dessa situação, A resolve dar apenas um dia especial para essa garota, valorizá-la e cumprir o papel de um verdadeiro namorado, mas o que não esperava era que essa interferência o faria se apaixonar por Rhiannon e buscá-la diariamente.

Ela passa a encontrar a mesma pessoa todos os dias mas com corpos diferentes, tem que tentar seguir essa amizade seja qual for sua aparência ou gênero. 

David escreve de forma incrível e trata de diversos temas como beleza, homossexualismo, vício em drogas, depressão entre outros, ele faz com que o livro seja muito mais que um passatempo e que amor presente e o desfecho da história seja um mistério cheio de possibilidades.

Outro tema abordado é fato de pensarmos sempre no "eu" ou escolher pensar no próximo, A sempre pensou em fazer o que podia para a pessoa dona do corpo habitado mas ao escolher pensar um pouco nele tudo mudou e começou (pelo menos tentou) a escrever a sua história, antes só feita de memórias que não pertenciam a ele.

Esta foi uma resenha complicada de escrever, pois é uma história muito detalhada e original, diferente de tudo o que já li. Não sei se ficou claro o que queria transmitir, mas vale muito a pena investir nesse livro.

Leiam também essa resenha do blog Tríplice Literária.

Espero que tenham gostado e até o próximo post :D

0 comentários:

Quem sou

Quem sou
Em setembro de 2013 comecei a escrever sobre livros, e desde então melhorei e mudei os assuntos abordados para muito além da literatura, como fotografia, decoração, culinária, moda, música e filmes. Curitibana, aos 14 anos, amo visitar confeitarias e cafés em boa companhia. Obrigada por visitar o blog, qualquer sugestão é muito bem vinda e aceita!

Redes Sociais

Twitter Youtube Pinterest Instagram Skoob

O que você procura?

Follow me on

Seguidores

Tecnologia do Blogger.